quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Feliz Natal em Vários Idiomas



Albanês - Gezuar Krishtlindje

Alemão - Froehliche Weihnachten

Árabe - I’D MIILAD SAID OUA SANA SAIDA

Armênio - Shenoraavor Nor Dari yev Pari Gaghand

Basco - Zorionstsu Eguberri. Zoriontsu Urte Berri On

Bengali - Bodo Din Shubh Lamona

Boêmio - Vesele Vanoce

Bretão - Nedeleg laouen na bloavezh mat

Búlgaro - Tchestita Koleda; Tchestito Rojdestvo Hristovo

Celta - Nadolig Llawen a Blwyddyn Newydd Dda

Cingalês - Subha nath thalak Vewa. Subha Aluth Awrudhak Vewa

Chinês - (Mandarin) Kung His Hsin Nien bing Chu Shen Tan

(Cantonês) Gun Tso Sun Tan’Gung Haw Sun

 (Hong Kong) Kung Ho Hsin Hsi. Ching Chi Shen Tan

Coreano - Sung Tan Chuk Ha

Cornish - Nadelik looan na looan blethen noweth

Cree - Mitho Makosi Kesikansi

Croata - Sretan Bozic

Checo - Prejeme Vam Vesele Vanoce a stastny Novy Rok

Dinamarquês - Gladelig Jul

Inglês - Merry Christmas

Escocês - Nollaig Chridheil agus Bliadhna Mhath Ur

Esperanto - Gajan Kristnaskon

Eslovaco - Sretan Bozic or Vesele vianoce

Esloveno - Vesele Bozicne. Screcno Novo Leto

Espanhol - Feliz Navidad!

Estoniano - Roomsaid Joulu Puhi

Farsi - Cristmas-e-shoma mobarak bashad

Finlandês - Hyvaa joulua

Francês - Joyeux Noel

Frísio - Noflike Krystdagen en in protte Lok en Seine yn it Nije Jier!

Galês - Nadolig Llawen

Grego - Kala Christouyenna!

Havaiano - Mele Kalikimaka

Hebraico - Mo’adim Lesimkha. Chena tova

Hindi - Bada Din Mubarak Ho

Holandês - Vrolijk Kerstfeest en een Gelukkig Nieuwjaar!

Húngaro - Kellemes Karacsonyi unnepeket

Islandês - Gledileg Jol

Indonésio - Selamat Hari Natal

Iraquiano - Saidan Wa Sanah Jadidah

Irlandês - Nollaig Shona Dhuit

Italiano - Buone Feste Natalizie

Japonês - Shinnen omedeto. Kurisumasu Omedeto

Kala - Khristougena kai Eftikhes to Neon Etos

Leto - Priecigus Ziemas Svetkus un Laimigu Jauno Gadu

Lituano - Linksmu Kaledu

Manês - Nollick ghennal as blein vie noa

Maori - Meri Kirihimete

Norueguês - God Jul Og Godt Nytt Aar

Polonês - Wesolych Swiat Bozego Narodzenia

Português - Feliz Natal

Rapa-Nui - Mata-Ki-Te-Rangi. Te-Pito-O-Te-Henua

Romeno - Craciun Fericit

Russo - Pozdrevlyayu s prazdnikom Rozhdestva i s Novim Godom

Sérvio - Hristos se rodi

Samoano - La Maunia Le Kilisimasi Ma Le Tausaga Fou

Sueco - God Jul and (Och) Ett Gott Nytt Ar

Tagalo - Maligayamg Pasko. Masaganang Bagong Taon

Tâmil - Nathar Puthu Varuda Valthukkal

Tailandês - Sawadee Pee Mai

Turco - Noeliniz Ve Yeni Yiliniz Kutlu Olsun

Ucraniano - Srozhdestvom Kristovym

Urdu - Naya Saal Mubarak Ho

Vietnamita - Chung Mung Giang Sinh

Zulu - Nginifisela inhlanhla ne mpumelelo e nyakeni.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

A Pergunta mais Importante da Vida


Colaboração Jenniffer Amanda Carneiro

1 – Há uma pergunta que paira na mente de milhares de pessoas: uma pergunta feita por pessoas de todas as classes sociais e intelectuais. É uma pergunta simples, mas, ao mesmo tempo, profunda. Uma pergunta importante e indispensável em nossa vida. Uma pergunta que cada ser humano terá de formular, e buscar a resposta certa, se quiser ser feliz neste mundo e no mundo porvir.

2 – Sabe qual é a pergunta mais importante nesta vida? Vamos conhecê-la em Atos 16:25-34:

“Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos. O carcereiro despertou do sono e, vendo abertas as portas do cárcere, puxando da espada, ia suicidar-se, supondo que os presos tivessem fugido. Mas Paulo bradou em alta voz: Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos! Então, o carcereiro, tendo pedido uma luz, entrou precipitadamente e, trêmulo, prostrou-se diante de Paulo e Silas. Depois, trazendo-os para fora, disse: Senhores, que devo fazer para que seja salvo? Responderam-lhe: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa. E lhe pregaram a palavra de Deus e a todos os de sua casa. Naquela mesma hora da noite, cuidando deles, lavou-lhes os vergões dos açoites. A seguir, foi ele batizado, e todos os seus. Então, levando-os para a sua própria casa, lhes pôs a mesa; e, com todos os seus, manifestava grande alegria, por terem crido em Deus.”

Paulo e Silas se encontravam presos num cárcere de Filipos, cidade grega. Eles cantavam hinos de louvor, enquanto os outros presos os escutavam atentos. Mas, enquanto oravam e cantavam, à meia-noite, sobreveio um grande terremoto que sacudiu os alicerces da prisão. Os presos foram libertos das correntes e as portas da prisão se abriram.

Então, o carcereiro que era o responsável pelos presos, que se fugissem ele pagaria com a vida, imaginando que tivessem todos escapado, puxou a sua espada e ia suicidar-se, quando ouviu a voz de Paulo: “Não te faças nenhum mal, porque todos estamos aqui!” Então, o carcereiro trêmulo, nervoso e angustiado, perguntou a Paulo e Silas: “Senhores, que devo fazer para ser salvo?”

3 – Você já fez esta pergunta? Já obteve a resposta certa? Ou ainda está em confusão? “QUE DEVO FAZER PARA QUE SEJA SALVO?” Esta pergunta sugere 5 DEVERES que temos de colocar em prática, se queremos um dia nos salvar. Esses deveres se cumpriram na experiência do carcereiro de Filipos, e são as coisas que cada pessoa deve fazer para se salvar. Quais são esses deveres?

Hoje queremos estudar nesse texto: A PERGUNTA e O RESULTADO. Uma pergunta sobre a salvação e o seu resultado correspondente.

A) A PERGUNTA: Esta é a pergunta mais importante que um mortal jamais fez: “O que devo fazer para que seja salvo?” É uma pergunta inspirada pelo Espírito Santo e pela necessidade inerente a todos os habitantes desse planeta de pecadores. E esta pergunta nos indica 4 deveres:

I – DEVEMOS RECONHECER QUE ESTAMOS PERDIDOS

Se nós perguntamos: ‘O que devo fazer para me salvar?’, isso requer que já nos consideramos fora dos termos da salvação.

1 – O carcereiro reconheceu-se perdido. Ao ver as portas abertas da prisão, temeu por sua vida física e espiritual, porque ele era responsável pelos presos e responderia com a sua vida, e então se sentiu despreparado para enfrentar o juízo divino. Como estava perdido mesmo, tentou o suicídio, dando um fim rápido em sua vida, porque desse modo poderia evitar os tormentos que haveria de sofrer na mão dos verdugos. E então, fez a mais importante pergunta de sua vida: ‘Que devo fazer para me salvar?’

2 – Jamais será salvo aquele que não se reconhecer perdido. Deus enviou a Jesus para buscar os perdidos. E então, Ele disse: ‘Não vim chamar justos, mas pecadores ao arrependimento.’ Ou seja: – não vim chamar os que se consideram justos, e não reconhecem que são pecadores. Assim como nunca será curado o enfermo que não reconhece a sua doença, assim também jamais será salvo o pecador que não reconhece o seu pecado.

3 – Como pode um homem se sentir pecador? Como pode um homem se sentir perdido? De, fato a pergunta é justa porque os homens e mulheres não gostam de reconhecer esse fato. O próprio salmista Davi já dizia: ‘Quem há que possa discernir as próprias faltas?’ (Salmo 19:12). É impossível que o homem reconheça os próprios defeitos e pecados por si mesmo. Entretanto, através da obra do Espírito Santo, o homem tem uma visão da santidade de Deus e então sim, pode ver a sua própria situação de pecador perdido.

Isaías que ao ver o trono do Céu, ao ouvir os anjos cantando : ‘Santo, santo, santo é o Senhor dos exércitos!’ exclamou: ‘Ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos!’

O apóstolo Paulo contemplou o 3o Céu, ouviu palavras indizíveis, viu a santidade de Deus, e então sim pôde dizer: ‘Fiel é a palavra e digna de inteira aceitação que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.’ (1 Tim 1:15). Pedro também teve a sua oportunidade de ver a santidade de Jesus e o Seu poder divino; e então falou: “Senhor, retira-te de mim, porque sou pecador!’ (Lc 5:8).

4 – A Bíblia nos revela que todos são pecadores perdidos. “Porque todos pecaram e carecem da glória de Deus’, disse Paulo [Rom 3:23] Mas notem o que disse o profeta Isaías: ‘Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapos da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades, como um vento nos arrebatam” (Isaías 64:6). Leia, também, o que disse o profeta Jeremias: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?” (Jeremias 17:9).

5 – Conta-se que Lady Hamilton muitas vezes visitava as prisões a fim de animar e ajudar os reclusos. Um dia ela encontrou um homem que estava completamente arrasado, cheio de pessimismo e sinistros pensamentos. Ela procurou consolá-lo, mas ele respondeu:
 –Sou um grande pecador.
 –Louvado seja Deus – a Lady respondeu.
 Então o prisioneiro acrescentou:
 –Sou o mais ímpio de todos os pecadores.
 –Louvado seja o Senhor – disse outra vez Lady Hamilton.
 Não compreendendo o que ela queria dizer, o prisioneiro disse:
 –Por que diz a senhora assim, visto que professa ser cristã?
 Então ela tomou a Bíblia e calmamente leu para ele: I Timóteo 1:15: “Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.” Então, o prisioneiro entendeu e aceitou a mensagem, e foi salvo. Devemos saber e reconhecer que estamos perdidos.

II – DEVEMOS TER SINCERIDADE DE PROPÓSITO

1 – O carcereiro era sincero no seu propósito. Ele queria realmente se salvar. Sua pergunta foi sincera: ‘Que devo fazer para me salvar?’

2 – Muitos não se salvarão porque não querem realmente. Eles amam muito o seu pecado; eles acariciam muito o seu pecado. Ao invés de amar o pecado, eles deveriam odiá-lo. A única maneira para largar o pecado é odiar sinceramente o pecado.

Certa vez, um ministro foi visitar um membro de sua igreja, e o encontrou no campo em seu trabalho na lavoura. Quando o homem viu o pastor, já era tarde para esconder o cachimbo que ele fumava às escondidas da igreja. Então, tentando se justificar, ele disse: ‘- Pois é, pastor, eu odeio esse maldito cachimbo e, mesmo assim, ainda continuo fumando!’

O pastor respondeu: ‘- Você odeia a ponto de deixá-lo?’ O irmão disse prontamente: ‘Agora, o senhor me pegou; eu não sei por que isso acontece: odiar o fumo e ao mesmo tempo continuar fumando! Pois de agora em diante, eu não fumarei mais! Ora por mim, pastor!’ Ambos se ajoelharam e ali mesmo o pastor orou por aquele homem e ele nunca mais fumou. É preciso ser sincero. É preciso odiar sinceramente o pecado para poder abandoná-lo. Odiar o pecado para não pecar mais. Sinceramente.

3 – Entretanto, temos que ter mais do que sinceridade em saber as respostas, mais do que mera curiosidade. O jovem rico tinha sinceridade quando perguntou o que era necessário para alcançar a vida eterna. Mas não tinha real sinceridade de propósito para se salvar e alcançar a vida eterna. Então, saiu triste porque era rico. Tinha satisfeito a sua curiosidade, mas amava mais as riquezas do que a Deus, e se perdeu, nesta vida e na vida porvir, porque na destruição de Jerusalém ele perdeu todas as propriedades e morreu pobre.

Pilatos era sincero na sua pergunta: ‘Que é a verdade?’, mas não teve sinceridade de propósito para ouvir a resposta de Jesus, e se perdeu. Já conheci muitas pessoas que estudaram a Bíblia só para satisfazer a curiosidade. Mas quando a verdade penetra em sua consciência para abandonar o pecado, eles se afastam e desistem de tudo. Não tinham real sinceridade para serem salvos. Amavam mais o pecado do que a Deus.

III – DEVEMOS CRER EM JESUS COMO NOSSO SALVADOR

Paulo e Silas disseram: ‘Crê no Senhor Jesus e serás salvo’ (v. 31). O que significa crer em Jesus? Crer em Jesus significa confiar nEle como nosso Salvador pessoal. Isso implica em 4 coisas nas quais devemos confiar:

1- Devemos confiar em Seu amor: Satanás diz que Ele não nos ama. Mas Ele nos amou de tal maneira que deu a Sua vida para morrer em nosso lugar. Ele derramou o Seu precioso sangue a fim de nos redimir de nossos pecados. Ele nunca nos rejeita. Seu amor é infinito, precioso, abrangente, e nunca deixa a nossa alma aflita buscando sem achar o Seu perdão. Nós o amamos porque Ele nos amou primeiro com Seu amor exorbitado e imenso.

2- Devemos confiar em Sua graça: ‘Pela graça sois salvos’ (Ef 2:8), disse o apóstolo Paulo. A salvação é gratuita; você não tem que pagar nada para se salvar. Mas você deve confiar que esta é a grande verdade e confiar nela: a graça de Deus é a única virtude salvadora. Ela se “manifestou salvadora para todos os homens” (Tt 2:11); ela se revelou eficaz para nós, os que cremos; ela se manifestará na sua grande riqueza, em bondade para conosco através dos séculos infindos da eternidade por vir (Ef 2:7).

3- Devemos confiar em Seu poder: Ele teve poder para criar e mostra o Seu poder de preservar diariamente a nossa vida, e, portanto, tem poder para salvar. O mesmo poder que Ele usou para criar-nos e preservar-nos, vai usar para nos salvar. É preciso confiar mais plenamente nesse poder que Ele tem de salvar do pecado, ontem, hoje e amanhã. É preciso confiar no seu poder de salvar da pena, do poder, do prazer e da presença do pecado em nossa vida.

4- Devemos confiar na Sua Palavra: Foi pela Sua palavra que Jesus Cristo mandou e tudo se fez; ordenou e tudo veio a existir do nada (Sl 33:6,9). Pela Sua palavra, Ele governa o universo. Mas também nos deu a Sua Palavra escrita, a fim de que nós soubéssemos o que Ele nos ordena hoje. Ele disse ao paralítico: – ‘Vai e não peques mais!’ Ele disse à mulher adúltera: ‘Vai e não peques mais!’ Ele diz a você hoje em Sua Palavra: ‘Vai e não peques mais!’ Se você confiar nessa palavra, você será salvo e deixará o pecado, estimulado pela ordem divina.

Por isso devemos crer em Jesus como nosso Salvador pessoal. Ele tem todos os recursos para salvar ao maior pecador. É nosso dever e privilégio confiar em Seu amor, em Sua graça, em Seu poder e na Sua palavra. É isso o que significa confiar na pessoa de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. É disso o que tanto necessitamos para sermos salvos a cada momento do pecado.

IV – DEVEMOS SER OUVINTES ATENTOS

1 – O carcereiro era um ouvinte atento (v. 32). Era necessário receber a instrução do Evangelho. Ele não possuía aquele conhecimento que salva. Estava em uma profunda angústia, a ponto de tentar o suicídio, e, portanto, precisava aproveitar aqueles momentos preciosos. Eis que a esperança nasce em seu coração, e se lança em profundo interesse, como se não houvesse outra oportunidade. Então, vai para casa levando os pregadores, reúne a sua família e coloca-os para ouvir atentamente a mensagem salvadora. E todos ouvem atentamente o que tinham a dizer aqueles homens de Deus, extasiados e profundamente interessados.

2 – Deus procura ouvintes atentos. O Salvador Jesus Cristo disse: ‘Ide e pregai o evangelho!’ Quando o evangelho está sendo pregado, nós devemos ser ouvintes atentos, interessados na Palavra de Deus que se dirige a nós. Todo o Céu está interessado em ouvintes atentos. Muitas pessoas em nosso mundo e mesmo dentro das igrejas estão carentes de salvação e necessitam demonstrar mais interesse na pregação que está sendo exposta. Deus quer ouvintes atentos na Sua igreja, tão atentos como se não houvesse mais oportunidade para ouvir outra vez a mensagem. Tão atentos a ponto de serem capazes de aprender e transmitir as coisas que ouviram para os outros que estão nas trevas do pecado, buscando a salvação, sem uma luz sequer a brilhar em sua alma entenebrecida.

3 – Você deve ser um ouvinte atento. Alguns não são ouvintes atentos à exposição da Palavra de Deus; vem à igreja para conversar, mascar chicletes, chupar balas, namorar, ou ver os amigos. Muitos já perderam a a capacidade de se impressionar com a mensagem poderosa da Palavra de Deus. Muitos estão passeando pelos corredores, conversando sobre futilidades, lendo o seu hinário ou fazendo o ano bíblico em hora e lugar errados, observando as roupas dos outros, ou dormindo, enquanto um grande pregador está apresentando as maiores novidades da luz do Céu! Você deve vir à igreja com sua Bíblia na mão e ser um ouvinte atento, como foi o carcereiro, diante dos pregadores da Palavra de Deus. Eles têm uma mensagem de esperança para a sua alma, faminta de Deus e de Sua salvação.

V – DEVEMOS SER BATIZADOS

1 – O carcereiro foi batizado (v. 33); e Jesus Cristo disse: ‘Quem crer e for batizado, será salvo; quem porém não crer, será condenado!’ (Mar. 16:16). Paulo explicou essa verdade, e ele prontamente aceitou o ensino, sendo batizado imediatamente, junto aos seus queridos. Não apresentou nenhuma objeção, não argumentou negativamente, não respondeu com desculpas, mas confiou na palavra que lhe foi pregada, respondendo de imediato.

2 – Algumas pessoas já deram os passos anteriores: Eles se reconhecem perdidos, revelaram sinceridade de propósito, receberam a Jesus crendo nEle como Salvador pessoal, são ouvintes atentos na Palavra de Deus. Mas ainda não deram o passo final do batismo. Alguns têm receio do que vão dizer os seus parentes; outros têm receio de cair, não podendo observar fielmente a todos os preceitos que essa decisão envolve; outros ainda se apegam a algum pecado. Mas a todos estes Cristo diz: “Vinde a Mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e Eu vos aliviarei!” (Mt 11:28).

3 – O batismo é necessário para entrar no Reino de Deus. Disse Jesus: ‘Quem não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino do Céu!’ (Jo 3:5). O que é o batismo? Vemos a definição pela sua necessidade: o batismo é a evidência de que fomos nascidos do Espírito Santo. – É a porta de entrada à igreja, o Corpo de Cristo. – É a manifestação pública de que você aceita e pertence à família de Deus. – É a lavagem dos pecados. Ananias disse para Saulo, antes de seu batismo: ‘E agora, por que te demoras? Levanta-te, recebe o batismo e lava os teus pecados, invocando o nome dEle.’ (At 22:16). O batismo é a maneira pela qual somos unidos a Jesus Cristo e revestidos de Sua justiça. ‘Porque’, disse o apóstolo Paulo: ‘todos quantos fostes batizados em Cristo, de Cristo vos revestistes.’ (Gl 3:27).

B) O RESULTADO DA SALVAÇÃO

Versos 33-34: “33 Naquela mesma hora da noite, cuidando deles, lavou-lhes os vergões dos açoites. A seguir, foi ele batizado, e todos os seus. 34 Então, levando-os para a sua própria casa, lhes pôs a mesa; e, com todos os seus, manifestava grande alegria, por terem crido em Deus.”

1 – Amor para com os irmãos. O carcereiro lavou as feridas dos apóstolos. Foi uma transformação extraordinária. E depois de cuidar assim deles, ainda hospedou-os em sua própria casa e serviu a sua comida para eles. Amor é o resultado da salvação. “A fé opera por amor” (Gl 5:6). O cristão é um homem que foi transformado pela graça divina que revelará um amor que se amplia cada vez mais em benefício do próximo. Não é possível ser um cristão seguidor de Cristo e não possuir um amor genuíno em favor do semelhante vendo as necessidades dos outros. As igrejas são a prova desse fato: estão cheias de pessoas que sabem amar aos outros, como também estão ainda mais cheias de pessoas que pretendem ser cristãs, mas as suas obras negam a sua pretensão.

2 – Alegria na alma. Disse o texto que o carcereiro manifestou com todos os queridos grande alegria por tudo aquilo: por terem conhecido o evangelho, por terem crido em Jesus, por terem sido batizados, por terem visto a salvação. De fato, alegria é um fruto do Espírito Santo que é revelado na vida de uma pessoa que foi salva. Não podemos senão esperar alegria na vida de pessoas que estão como seu coração cheio da certeza de salvação. Já estamos fartos de legalismo e dureza para com os outros que pensam diferente de nós. Alegria é um característico dos que se preparam para o Céu, e jubilosos cantos de gratidão ecoam de sua alma.

Seguramente estes são os resultados que seguirão aqueles que crerem em Jesus e forem batizados para a salvação.

CONCLUSÃO

Portanto, aqui temos a pergunta mais importante da vida: “Que devo fazer para que seja salvo?” Como é com você? Já fez a pergunta mais importante da sua vida? Tem real interesse pela sua salvação? Como você encara esse assunto tão essencial? Ou está deixando para depois, quando tiver acabado aquele negócio, ou quando chegar a aposentadoria?

Certa vez, um obreiro bíblico jovem estava trabalhando em Manaus, no Amazonas, e visitava algumas casas próximas do salão em que o pastor Joel Sarli realizava conferências evangélicas da igreja adventista. E ele se dirigiu a um jovem daquela vizinhança, e o convidou para assistir à conferência da noite. O jovem respondeu: “Ah, isso é coisa para velhos; eu tenho a vida toda pela frente! Eu quero agora é gozar a vida!” O obreiro tentou convencer o jovem dizendo: “Mas jovem, você não pode saber quanto tempo ainda tem de vida, e amanhã pode ser tarde demais!” O jovem desconversou e disse que era muito cedo e que isso era “coisa de velho!”

Mas, o obreiro saiu pensativo, continuou as suas visitas e chegou à casa onde um senhor idoso o atendeu. O obreiro o convidou para as conferências, e a resposta do velho foi: “Olha, moço, isso é coisa assim para você que é jovem. Eu já passei da idade para me preocupar agora com religião! Isso é coisa para jovem!” O obreiro decepcionado com essa resposta desabafou e lhe respondeu: “Amigo, o que se pode fazer? Acabo de visitar um jovem que me disse que isso é coisa para velhos, e agora eu falo com um velho que me diz que religião é coisa para jovens!”

Muitas pessoas estão brincando com a sua alma, e adiando o dia de sua salvação! Mas amanhã pode realmente ser tarde demais. O amanhã pode nunca chegar. O amanhã é desconhecido. Disse Paulo: “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração!” (Hb 4:7).

Você já encontrou a resposta para a pergunta mais importante da sua vida? “Que devo fazer para que seja salvo?” A resposta é única: “Crê no Senhor Jesus, e serás salvo!” Se você fizer isso, será salvo e, como um resultado certo e infalível, será feliz e terá grande alegria e paz neste mundo e, por fim, a garantia da vida eterna. Não deixe a sua decisão para depois! Aceite a Jesus Cristo agora mesmo!

Pr. Roberto Biagini

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Após perder 250 kg, britânico luta contra excesso de pele

Há alguns dias postei aqui a história de Paul Mason. Hoje, uma reportagem sobre ele.

Ex-'homem mais gordo do mundo', carteiro era viciado em comida até fazer cirurgia.

Britânico Paul Mason já perdeu 250 quilos após
cirurgia em 2010. (Foto: Paul Nixon / via BBC)
Quando era chamado de "o homem mais gordo do mundo", mesmo as tarefas mais simples eram um desafio imenso na vida do britânico Paul Mason.

Mais de 200 kg mais magro após uma operação para redução de estômago, os desafios ainda não terminaram. Mason agora luta para conseguir no sistema público de saúde da Grã-Bretanha uma cirurgia plástica que retire o excesso de pele que deforma seu corpo e o mantém afastado da sociedade.

O vício pela comida quase levou Mason à morte. O carteiro britânico chegou a atingir quase 450 kg e passou uma década confinado em sua cama, contando com a ajuda de amigos para se locomover.

Nos auge de seu peso, Mason ingeria até 20 mil calorias por dia (quase dez vezes a média recomendada) e gastava em torno R$ 210 diariamente com comida e chocolate, entregues em sua casa, em Ipswich, no sudeste da Grã-Bretanha.

Quando tinha 50 anos, Mason conta que mal podia dormir, já que ficava 24 horas pensando no que poderia comer.

"Você perde o senso do tempo", diz. "Por anos eu não conseguia dormir corretamente, porque estava sempre comendo. Eu só pensava em como conseguir comida rapidamente", conta.
"Eu me assegurava de que tinha chocolate, batata frita e embutidos próximo à minha cama. Chegue em um estágio de vício", diz.

"Batalha constante"
Há dois anos, Mason se submeteu a uma cirurgia no sistema público de saúde para controlar o seu peso.

Antes da operação em si, o carteiro conta que teve de enfrentar 'os demônios' que por anos o deixaram viciado em comida.

Ele diz que sofreu bullying no colégio - não por seu peso, mas por sua altura, já que nos primeiros anos da adolescência já media 1,93 m.

Hoje capaz de andar com auxílio de muletas, Mason
já chegou a pesar 450 kg.(Foto: Paul Nixon/via BBC)
Depois foi o fim de um relacionamento de quatro anos, na década 1980, que o fez comer compulsivamente. A comilança só piorou com a morte do pai e da mãe, anos depois.
Mason conta que a comida sempre teve um papel central na vida familiar.

"Meu pai insistia, quando eu pequeno, que teria de limpar meu prato", diz. "Fazíamos grandes refeições e havia uma batalha constante para saber quem limparia o prato primeiro", conta.

Começou então uma escalada no peso de Mason, que aos 30 anos já pesava 158 kg. Na última década, ele saiu fora de controle e seu peso atingiu 450 kg.

Excesso de pele
Desde a cirurgia, em 2010, Mason já perdeu cerca de 250 kg. Desde então ele transformou sua dieta e se tornou mais ativo fisicamente.

Embora mais magro, Mason ainda se incomoda com o excesso de pele, que deforma seu corpo.

Hoje com 190 kg, ele precisa emagrecer mais para conseguir a cirurgia plástica e chegar a um peso estável, segundo o serviço médico local.

Com a meta dada pelos médicos de chegar a 107 kg, Mason insiste na necessidade de fazer a cirurgia.

"Minha vida está em suspenso porque isso (o excesso de pele) não me deixa voltar à sociedade", diz.
Fonte: G1

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

As duas moscas

Desconhecido

Parte 1

Contam que certa vez duas moscas caíram num copo de leite. A primeira era forte e valente, assim logo ao cair nadou até a borda do copo,mas como a superfície era muito lisa e ela tinha suas asas molhadas, não conseguiu sair. Acreditando que não havia saída, a mosca desanimou, parou de nadar e de se debater e afundou.

Sua companheira de infortúnio, apesar de não ser tão forte era tenaz, continuou a se debater a se debater e a se debater por tanto tempo, que,aos poucos o leite ao seu redor, com toda aquela agitação, foi se transformando e formou um pequeno nódulo de manteiga, onde a mosca conseguiu, com muito esforço, subir e dali levantar vôo para algum lugar seguro.

Durante anos, ouvi esta primeira parte da história como um elogio à persistência, que, sem dúvida, é um hábito que nos leva ao sucesso, no entanto…

Parte 2

Tempos depois a mosca, por descuido ou acidente, novamente caiu no copo. Como já havia aprendido em sua experiência anterior, começou a se debater, na esperança de que, no devido tempo, se salvaria. Outra mosca, passando por ali e vendo a aflição da companheira de espécie, pousou na beira do copo e gritou:

“Tem um canudo ali, nade até lá e suba pelo canudo”.

A mosca tenaz não lhe deu ouvidos, baseando-se na sua experiência anterior de sucesso, continuou a se debater e a se debater, até que, exausta afundou no copo cheio … de água.

Quantos de nós, baseados em experiências anteriores, deixamos de notar as mudanças no ambiente e ficamos nos esforçando para alcançar os resultados esperados até que afundamos na nossa própria falta de visão? Fazemos isto quando não conseguimos ouvir aquilo que quem está de fora da situação nos aponta como solução mais eficaz e, assim, perdemos a oportunidade de “reenquadrar” nossa experiência. Ficamos paralisados, presos aos velhos hábitos, com medo de errar.

“Reenquadrar” é uma das ferramentas que tenho tido oportunidade de usar no apoio ao aprendizado e crescimento de clientes. Pessoas que já perceberam que nem sempre esposo, pais, amigos, familiares ou mesmo o conselheiro espiritual pode mostrar-lhes a visão isenta do ambiente ou da situação que estão vivendo.

“Reenquadrar” é permitir-se olhar a situação atual como se ela fosse inteiramente diferente de tudo que já vivemos.

“Reenquadrar” é buscar ver através de novos ângulos, de forma a perceber que, fracasso ou sucesso, tudo pode ser encarado como aprendizagem.

Desta forma, todo o medo se extingue e toda experiência é como uma nova porta que pode nos levar à motivação de continuar buscando o que queremos, à auto-estima que nos sustenta.

Este artigo é dedicado a todos os que querem vencer…

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Presente no tempo certo

Um pai que muito amava seus dois filhos, disse: “Tudo que vocês me pedirem e eu tiver condições lhes darei”.
Os dias passaram, o mais novo vendo seus amigos jogarem futebol, pediu ao pai uma bola e, poucos dias depois, o pai lhe dava o presente tão desejado.
O mais velho vendo alguns de seus amigos de mais condição usando um relógio, um dia pediu um relógio de ouro. Os dias passaram, nada de receber o pedido. Ele pensou: “Nem sempre o pai atende ao que pedimos, só algumas vezes.”
Semanas se passaram … meses se passaram … enfim, anos. O menino já era um rapaz, não se lembrava mais do pedido de infância. O pai chegava como de costume em casa, mas naquela tarde chegou com um embrulho embaixo do braço. Chamou o rapaz e disse: “Meu filho, há muito tempo você me pediu um relógio de ouro, mas você era muito jovem. Iria perdê-lo, ou quem sabe seria roubado. Agora você já pode ter um.” O pai entregou um embrulho com uma caixa e dentro tinha um relógio … de ouro.
Como este pai, o Deus Eterno da mesma forma sabe o momento que podemos e temos condições de usar nosso “relógio de ouro”, o momento que podemos ter o que pedimos, para que o nossos pedido não se transforme em algo para nos separar dele.

“Se crerem, receberão o que pedirem em oração”
Bíblia, livro de Mateus, capítulo 21 verso 22

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

A Pessoalidade do Espírito Santo


Colaboração Jenniffer Amanda Carneiro

Um antitrinitariano me escreveu o seguinte:
“Gostaria de saber qual o seu entendimento sobre Efésios 4:30, que diz que o Espírito Santo se entristece. Muitos acreditam que, por este motivo, ele é uma pessoa. E o que dizer de Lucas 1:46 e 47 que diz que o espírito de Maria se alegrou? Neste caso, o espírito de Maria também não seria uma pessoa por que se alegra?”
Esse oponente à doutrina da Trindade ignorou que o termo “espírito”, na Bíblia, possui vários significados. Refere-se aos “sentimentos”, ao “fôlego de vida” de Deus, a “pessoas vivas” (como no caso de Hb 12:22, 23), etc.
No caso de Maria, o contexto de Lucas 1:46, 47 indica que o termo grego para “espírito” se refere ao íntimo de dela. Ela está expressando uma alegria que vem “do fundo do coração” – do “espírito”.
Já em Efésios 4:30, o termo “Espírito” se refere a uma pessoa porque tal Ser – que pode ser entristecido – executa uma ação pessoal: sela-nos para a salvação. Só um Ser Divino pode fazer isso!
Pelo fato de o Espírito Santo ser ofendido (Hb 10:29), ficar irritado (Mq 2:7) e alegre (1 Ts 1:6), podemos concluir que em Efésios 4:30 é apresentado um Ser que se entristece quando praticamos os pecados mencionados no verso 31. Afinal, quando pecamos entristecemos a Deus (cf. Dn 9:9).
Além disso, João capítulos 14-16 empregam vários pronomes pessoais gregos ao Espírito Santo. Portanto, indiscutivelmente, Ele é apresentado como um ser pessoal. O termo grego para “Ele” em tais capítulos é ekeinos e significa “Ele mesmo”, “Este”. Nunca a Bíblia empregaria um pronome pessoal masculino para se referir a um mero “poder”.
A Bíblia não diz que o Espírito “é” um poder, mas, que Ele “tem” poder! Veja:
“E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo [aqui não poderia ser aceita a tradução “no poder do poder”...].” (Rm 15:13).
Que os antitrinitarianos deixem Deus iluminar suas vidas para que compreendam a beleza da doutrina bíblica [e não Católica] da Trindade.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Conselhos para o namoro




Ao visitar o site BibleInfo vi esse artigo interessante sobre namoro. Transmite usando a Bíblia com quem devemos namorar, como namorar, e muito mais. Vale a pena ler.

Com que tipo de pessoa devería namorar? A Bíblia diz em 2 Timóteo 2:22 Foge também das paixões da mocidade, e segue a justiça, a fé, o amor, a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.

Não é sábio namorar com alguém que não ame a Deus. A Bíblia diz em 2 Coríntios 6:14-15 Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? Ou que comunhão tem a luz com as trevas? Que harmonia há entre Cristo e Belial? ou que parte tem o crente com o incrédulo?Amós 3:3 diz: Acaso andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?

Não namore com alguém que diz ser cristão mas não vive como um cristão. A Bíblia diz em 1 Coríntios 5:11 – Mas agora vos escrevo que não vos comuniqueis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal nem sequer comais.

Evite namorar com pessoas coléricas. A Bíblia diz em Provérbios 22:24 – Não faças amizade com o iracundo; nem andes com o homem colérico.

Não namore com um cristão preguiçoso. A Bíblia diz em 2 Tessalonicenses 3:6 – Mandamo-vos, irmãos, em nome do Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo irmão que anda desordenadamente, e não segundo a tradição de trabalho que de nós recebestes.

O que mais conta é a beleza interior. A Bíblia diz em 1 Pedro 3:4:- Mas seja o do íntimo do coração, no incorruptível traje de um espírito manso e tranqüilo, que és, para que permaneçam as coisas.

Namore com alguém que tenha uma boa atitude. A Bíblia diz em Romanos 15:5-6 – Ora, o Deus de constância e de consolação vos dê o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus. Para que unânimes, e a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.

Namore com alguém que lhe anima e lhe apoia. A Bíblia diz em Filipenses 2:1-2 – Portanto, se há alguma exortação em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão do Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, completai o meu gozo, para que tenhais o mesmo modo de pensar, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, pensando a mesma coisa.

Quando estejam a namorar não pensem só um no outro, prestem atenção a outros também. A Bíblia diz em Filipenses 2:4 – Não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros.

Deixe que o relacionamento se densenvolva passo a passo. A Bíblia diz em 2 Pedro 1:6-7 – E à ciência o domínio próprio, e ao domínio próprio a perseverança, e à perseverança a piedade, e à piedade a fraternidade, e à fraternidade o amor.

O que deve evitar quando sair a namorar. A Bíblia diz em Romanos 13:13 – Andemos honestamente, como de dia: não em glutonarias e bebedeiras, não em impudicícias e dissoluções, não em contendas e inveja.

O namoro não deveria incluir relãçôes sexuais. A Bíblia diz em 1 Coríntios 6:13, 18 – Mas o corpo não é para a prostituição, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo… Fugi da prostituição. Qualquer outro pecado que o homem comete, é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.

Mantenha-se puro ou pura. A Bíblia diz em 1 João 3:3 – E todo o que nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro.

Para que se danhe emocionalmente, os desejos e as actividades sexuais devem ser mantidas sob o controle de Cristo. A Bíblia diz em 1 Tessalonicenses 4:3-5 – Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus.

Se já foi demasiado longe físicamente, que deveria fazer?

Primeiro, reconhecer o seu pecado. A Bíblia diz em Salmos 51:2-4 – Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado. Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim.

Segundo, pedir que o seu pecado seja perdoado. Deus diz que pode começar uma vida nova. A Bíblia diz em Salmos 51:7-12 – Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais alvo do que a neve. Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que se regozijem os ossos que esmagaste. Esconde o teu rosto dos meus pecados, e apaga todas as minhas iniqüidades. Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito estável. Não me lances fora da tua presença, e não retire de mim o teu santo Espírito. Restitui-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário.

Terceiro, acreditar que Deus lhe perdoou deveras e parar de se sentir culpado. A Bíblia diz em Salmos 32:1-6 – Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui a iniqüidade, e em cujo espírito não há dolo. Enquanto guardei silêncio, consumiram-se os meus ossos pelo meu bramido durante o dia todo. Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado, e a minha iniqüidade não encobri. Disse eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a culpa do meu pecado. Pelo que todo aquele é piedoso ore a ti, a tempo de te poder achar; no trasbordar de muitas águas, estas e ele não chegarão.

Deus tem um/a companheiro/a para si. A Bíblia diz em Gênesis 2:18 – Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idónea.

Pede a Deus um/a companheiro/a. A Bíblia diz em Provérbios 19:14 – Casa e riquezas são herdadas dos pais; mas a mulher prudente vem do Senhor.

Deus lhe dará os desejos do seu coração. A Bíblia diz em Salmos 37:4 – Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração. Mateus 6:8 – Porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.


sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Temperança


Homem mais gordo do mundo custa 100 mil por ano ao governo britânico

Foto Divulgação/Daily Mail

Paul Mason, o homem mais gordo do mundo, recentemente revelou o motivo de sua compulsão alimentar: uma desilusão amorosa. Entretanto, quem deveria se sentir desiludido é o governo britânico, que é obrigado a arcar com os gastos de Mason - entre comida, cuidados, medicamentos e cirurgias, ele gasta cerca de 100 mil libras por ano.

O homem, que chegou a pesar mais de 250 kg, já não é mais capaz de se locomover sozinho e afirma que o término de um relacionamento o fez passar épocas comendo 24 horas sem parar, consumindo 20 mil calorias por dia - dez vezes o que é recomendado para um homem. Na época, aos 26 anos, Mason foi obrigado a parar de trabalhar e comecou a viver às custas de sua mãe, que tinha um grave problema de saúde e morreu em 2009. Depois disso, as contas de Paul foram assumidas pelo governo britânico e, consequentemente, pelos contribuintes. Estima-se que ele já tenha gasto 1 milhão de libras desde 2000, quando ele parou de conseguir se locomover.
Hoje, graças a uma cirurgia de estômago, Paul Mason pesa "apenas" 130 quilos e usa roupas tamanho XXXXXXXXL. Duas enfermeiras o ajudam a tomar banho e isso dura, geralmente, quatro horas.

FONTE Publicado em 04/01/2011


Ontem postei um assunto onde aponta a distorção da imagem da verdadeira beleza, mostrando que o importante é ter saúde. Não sou contra pessoas serem magras. Sou contra pessoas exagerarem no cuidado com o corpo e não cuidarem da alimentação e consequentemente da saúde.  As pessoas acabam por fazer de seu próprio corpo um ídolo, e o adoram mais do que adoram a Jesus.

Outro extremo é o caso de pessoas exageradamente gordas, porque essas pessoas fazem dos alimentos seus deuses. Comem em exagero. Nunca tem limite quando estão se alimentando. Enquanto não vêem o fim da tigela de comida não param de comer. Algumas comem escondido. Acordam de madrugada para “fazer uma boquinha”, porque nem dormem direito, com a desculpa que estão com fome. Parecem terem nascido no planeta fome. Porque sempre estão dispostos a se entupirem de alimento. Quanto mais melhor, pensam em suas cabeças doentias. Isto é doença e se chama compulsão alimentar.

O cuidado com a alimentação deve ser observado. Comer em demasia entristece o Espírito. O estômago fica sempre cheio, o que faz com que o sangue esteja mais concentrado nesta região por ocasião da digestão. E o centro do corpo passa a ser literalmente o estômago. Essas pessoas não se contentam com o suficiente para viver. Precisam comer mais e mais. A alimentação passa a ser o centro de tudo. Neste quadro o Espírito Santo não consegue a comunicação com a mente como deveria ser, pois o estômago está sempre funcionando.

Atenção para esta situação! Deixe seu estômago livre, ele precisa de descanso. A obesidade, o excesso de alimentos, a gula propriamente dita, traz muitas más conseqüências. Várias doenças cardíacas, pressão alta, diabetes, cânceres, doenças do fígado, rins... Todo o organismo começa a clamar mostrando o que o indivíduo fez ao alimentar-se em demasia. A pessoa não consegue mais a comunhão com o Espírito Santo porque sempre está de estômago cheio.

Como se não bastasse, com o estômago sempre cheio, tal indivíduo não consegue se exercitar.
Os exercícios físicos são de extrema importância para o bom funcionamento do organismo.  É essencial manter uma rotina de exercícios.

Cuidado: Corpo parado + estômago sempre cheio = caminho para doenças!

Que você possa refletir e mudar seus hábitos alimentares e rotina diária de exercícios físicos. Corte doces, frituras, gorduras, carnes, refrigerantes. Tudo o que prejudica a sua saúde.

Mude seus hábitos. Tenha somente três refeições diárias, com porções moderadas e nos intervalos dessas refeições muito líquido. Pratique exercícios físicos!
Dica de um execlente livro que contem várias orientações maravilhosas: A Ciência do Bom Viver.

Sua saúde vai refletir em seu corpo, você vai ver.

"Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus." I Cor 10:31


Abraço,
Eliane Barbosa Carneiro

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Distorção de conceitos

Fotos de modelo são vetadas por ‘aspecto anoréxico’
As duas imagens faziam parte de um catálogo de vendas on-line.
Modelo foi recentemente eleita a mulher com 'mais estilo' da Escócia.

Do G1, em São Paulo


Duas fotos da modelo Amanda Hendrick que faziam parte de um catálogo de vendas online foram banidas pela Advertising Standards Agency (ASA), órgão responsável por regular a publicidade no Reino Unido. De acordo com o site do tabloide “Daily Mail”, as imagens, em que Hendrick aparece vestindo biquíni, foram consideradas “socialmente irresponsáveis”, devido ao “aspecto anoréxico” da modelo.
Fotos da modelo de biquíni motivaram decisão do órgão britânico de controle de publicidade (Foto: Divulgação/Daily Mail)

Eleita recentemente “a mulher mais fashion da Escócia”, Amanda Hendrick, de 21 anos, posou para uma campanha da Drop Dead Clothing, que recebeu a ordem de remover as imagens. A companhia, de propriedade da família do ex-namorado de Hendrick, o músico Oli Sykes, acatou a decisão, segundo a reportagem do “Daily Mail”. A mãe de Sykes, Carol Sykes, funcionária da empresa, afirmou que as fotos são “representativas da juventude”. Ela teria observado, ainda, que Amanda “veste tamanho 8 nas fotos”. No Brasil, isso equivale a 82 cm de busto, 62 cm de cintura e 86 cm de quadris.

“Amanda é certamente magra, eu não estou contrariando [esse fato]”, declarou. “Ela é ex-namorada do meu filho, amiga da família e trabalha para nós há três anos. Nós nunca tínhamos tido qualquer reclamação. Eu a conheço, ela não é anoréxica ou tem problemas de saúde, e tem uma dieta saudável. Ela apenas é uma pessoa naturalmente magra”, prosseguiu Carol Sykes.

A ASA, por sua vez, disse que, nas fotos, as cavidades nas coxas de Amanda Hendrick estavam “visíveis” e que ela tinha ossos da coxa "proeminentes”. Em outro trecho do comunicado divulgado pelo “Daily Mail”, o órgão afirma acreditar que as imagens podem não causar graves ofensas, mas que, mesmo assim, decidiu agir pela remoção.

A reportagem do tabloide cita, por fim, que Hendrick e seus representantes se recusaram a comentar o fato.

A foto apresentada pode ser real e seu corpo ser exageradamente magro a ponto de ser vetada a veiculação da campanha, ou ainda a foto ter sido manipulada por editores de imagem para fazê-la parecer exageradamente magra. As duas situações me preocupam, pois essas imagens levam principalmente as jovenzinhas a terem uma visão distorcida da verdadeira beleza.
Quem em sã consciência vai querer manter um corpo esquelético?
Existem pessoas naturalmente magras e que se alimentam corretamente. Mas pessoas magras em exagero não são naturais.
Temos é que buscar a orientação divina sobre a alimentação.
Termos uma alimentação saudável e livre de doces, refrigerantes, gorduras e manter atividade física regular.
Não há outra fórmula para termos boa saúde. E saúde não é sinônimo de extrema magreza.
Pessoas que se dedicam a ficar extremamente magras, somente podem sofrer de algum distúrbio em sua mente, e fazem loucuras por isso. Desde ficar sem se alimentar a provocar o próprio vômito. Tudo para tentar ficar com os ossos aparecendo. Isto não é saudável. E é pecado, pois é maltratar o templo do Espírito Santo, nosso corpo.

A boa saúde consiste em alimentação equilibrada, com todos os nutrientes necessários ao organismo.
As pessoas anoréxicas podem estar um esqueleto ambulante e ainda continuam a se sentir gordas. É muito triste, pois tudo o que pensam é como fazer para emagrecer ainda mais. Muitas dessas pessoas sentem-se felizes por extrema magreza e não percebem que o que estão fazendo é suicídio.

Não caia nesta armadilha de Satanás: ele quer que você tenha uma visão distorcida do que é bonito. Ser magro(a) demais não é bonito, é doentio. Alimente-se de forma saudável, e evite os doces, corte de vez os refrigerantes e a carne do seu cardápio. Tome muita água durante o dia e pratique exercícios físicos. Você vai ver que seu corpo ficará com ótima aparência! E sua saúde irá irradiar em você!

Eliane Barbosa Carneiro

O Evangelho Segundo o Twitter

Colaboração PryscilaWolaniuk




sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Namorar e “ficar”

CEZAR MACIEL DA ROSA


“Já fiquei com todas as mulheres que quis”. Assim falava orgulhosamente um famoso ator de televisão.
 Esse ator representa a tendência de uma geração que anda atrás do prazer egoísta.
 Os jovens dos anos 90 estão sendo atingidos por uma onda de namoro ligeiro e sem compromisso, que eles próprios chamam vulgarmente de “ficar”.
 Num final de semana, um rapaz e uma moça se encontram em algum lugar. Logo eles estão de mãos dadas e no mesmo dia trocam beijos, abraços e falsas declarações de amor. No dia seguinte, um vai para um lado, o outro vai para o outro, como se nada houvesse acontecido.
 Dia a dia histórias como essa se repetem. Um jovem usa o outro como um objeto e conseqüentemente é também usado como tal. Porventura seria correto tal procedimento egoísta?

O jovem que faz isso, pensa somente em si mesmo e acaba magoando corações, como comenta a escritora Ellen G. White: “Brincar com corações não é um crime de pequena magnitude aos olhos de Deus”.
 Os pais dos envolvidos são desonra­dos pelo mau procedimento dos filhos. Na maioria das vezes, eles nem tomam conhecimento do que acontece com os filhos, pois estes omitem dos pais tal comportamento. Nisso o mandamento que diz para honrar pai e mãe é transgredido. Fica, portanto, claro que esse namoro sem compromisso é um pecado contra o próximo e também contra Deus.

CAUSAS DO PROBLEMA

O problema discutido surge devido às influencias internas e externas sofridas por cada jovem.
 Influências internas — São aquelas que partem de dentro do próprio ser humano. Sabemos pela Bíblia que todos nós ao nascermos já trazemos em nós a tendência pecaminosa herdada de Adão (Rom. 5:12). E sabemos também que um filho pode herdar dos pais inclinações para o mal (Êxodo 20:5). Estas duas verdades bíblicas mostram as influências herdadas.
 Existem também as influências inter­nas naturais que cada jovem sofre no período em que ocorrem muitas mudanças no seu corpo. Na fase da puberdade, os hormônios masculinos e os femininos desempenham seu papel sobre os jovens, mudando-lhes a maneira de pensar. Os rapazes começam a se interessar pelas moças; e estas, pelos rapazes.
 Isso é extremamente natural. Foi o próprio Criador que colocou esse instinto no ser humano. Depois de ter criado o homem, Ele disse: “Não é bom que o homem viva sozinho; vou fazer a ele alguém que o ajude como se fosse a outra metade”. (Gêneses 2:18 — BLH). É certo, portanto, que o namoro e o casamento são presentes de Deus para Seus filhos.
 Influências externas — São as influências que o individuo sofre no meio onde vive. Na época cm que vivemos o jovem é bombardeado por pressões externas que vem de todos os lados.
 A televisão é hoje o maior veículo de más influencias sobre os jovens. Todo dia ela traz novelas e filmes com cenas imorais, as quais atingem de maneira negativa a mente da juventude.
 As literaturas românticas e certas revistas são outros meios pelos quais os jovens adquirem tendências doentias.
 As músicas com ritmos sensuais e letra imoral, têm atingido grande parte dos jovens com a sua influência devastadora. Com o poder que tais músicas exercem, os temas degradantes começam a fazer parte do pensamento da juventude, a qual aprende a agir pelo impulso.
 A pressão de grupo é outra grande influência sobre o jovem. Ele é chamado de “careta” quando não age como os outros. Os rapazes, para provar sua virilidade, na­moram o maior número possível de meninas. E elas, para mostrarem que não são diferentes das outras, se entregam ao namoro irresponsável.

RESULTADO

São muitas as conseqüências desse tipo de namoro. A principal sobrevém pelo fato de que o jovem passa por esse problema exatamente no período em que ainda está se desenvolvendo o seu cará­ter. Logo tudo acaba, resultando em um caráter volúvel, inconstante e fraco, onde o impulso domina os atos. Tal caráter é o motivo por que tantos divórcios têm destruído a felicidade dos lares, pois não há dúvida de que “todo amor despertado por impulso morre quando provado”.
 Todo jovem que fica de galho em galho se desvaloriza, pois tudo o que é muito usado se torna indesejável. Um exemplo disso é um tênis que, depois de muito usa­do, fica sujo e gasto, de maneira que você se sente mal em usá-lo diante dos amigos.
 Persistindo nesse erro, o jovem perde o respeito próprio, o que resulta na prática do sexo pré-marital. Muitas pessoas que hoje estão na promiscuidade começaram na prática de algo aparentemente inocente.
 O namoro que se baseia somente em satisfação própria, deixa marcas tão profundas que nem o tempo é capaz de apagar. Este é o motivo da infelicidade de milhares de pessoas.

SOLUÇÃO

Você, que é jovem, não vai querer fazer algo que vá prejudicar sua vida para sempre. Se você quer ter uma conduta sadia nos relacionamentos, evite o tal de “ficar”. Este hábito poderá destruir você.
 Selecione os programas de televisão, as leituras e as músicas. Aproveite seu tempo para estudar e fazer amigos, e no momento certo você encontrará a pessoa ideal no seu círculo de amizade.
 Consulte sempre os seus pais e o seu pastor, porque eles já viveram muito mais que você e, portanto, têm mais experiência. Você não precisa bater a cabeça onde os outros já bateram.
 Compartilhe seus planos com Jesus. Ele tem um plano especial para sua vida. Confie nEle, que Ele direcionará sua vida no caminho do bem.

FONTE

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Quem namorar?

por Vinicius A. Miranda
Oito características de quem básicas de quem vive na paixão
 
1. Os sentimentos são subjetivos.
 Ex.: A menina fica atraída porque um rapaz canta bem, é bonito, toca um instrumento, etc …
 2. Sentimento de Auto Tortura. Ele gosta disso. Fica a vida chorando. Anda pelos cantos.
 3. Superestima as pessoas. Ele não encontra nenhum defeito nela
 4. Subestimação da realidade
 5. Exclusivismo
 6. Dependência psicológica da pessoa “amada”. Ela não toma nenhuma decisão sem ele
 7. Comportamento sentimental. Anda nas nuvens
 8. Predomina a fantasia

O autor Walter Trabish em seu livro, Casei-me Com Você, agrupa 10 provas do verdadeiro amor.
 1. O teste da Divisão – O seu relacionamento incentiva voc6e a dividir os momentos de sua vida? Conta problemas pessoais sem o medo de ser traído?
 2. O teste da Força – O seu relacionamento dá força para se continuar o preparo para o futuro?
 3. O teste do Respeito Mútuo – Existe, entre os dois, o respeito corporal? Respeitam-se em relação aos pensamentos individuais? Devemos respeitar a privacidade
 4. O teste do Hábito – Existe a aceitação mútua dos hábitos e fraquezas. Não se tenta mudar os hábitos e defeitos da outra pessoa. Ame-a pelo que ela é.
 5. O teste da Briga – Desenvolveu a habilidade de resolver seus problemas sem discussões acaloradas?
 6. O teste do Tempo – Vocês se conhecem o suficiente para estarem cientes da pessoa com quem passarão o resto da vida?
 7. O teste da Separação – A distância mantém você fiel?
 8. O teste da Dadivosidade – Você dá de si mesmo sem esperar algo em retorno?
 9. O teste do Crescimento – Está seu relacionamento dinamicamente crescendo? Existe progresso em termos de maturidade?
 10. O teste da Intimidade – Existe prazer mútuo sem a constante necessidade de se expressarem fisicamente?

A escolha imprudente
 Infelizmente, poucas vezes os casais usam a razão, a lógica e avaliam a pessoa com a qual pretendem estabelecer um relacionamento sério. É muito ignificativo que consideremos algumas questões sérias:

Fatores que concorrem para essa decisão: 1. Influências Sócio-Culturais – Tanto mais pobre ou menor o nível de orientação educacional da pessoa, mais aumenta a possibilidade de errar. A mulher, com freqüência, tem mais pressa para casar que o homem. Ex.: Se ela viu que suas irmãs casaram cedo, ainda na adolescência, ela terá fortes desejos de casar na mesma idade.
 2. Desejos sexuais cientes/inconscientes – Baseiam-se somente no físico
 3. Expectativas irreais e/ou fantasias – Ex.: O meu amigo casou e eu quero casar também.
 4. Pressão consciente ou inconsciente dos pais – Consciente: O pai diz para a filha que ela já está em tempo de casar. Inconsciente: O pai não deixa a menina namorar com ninguém com medo que ela tome uma decisão imprudente.
 5. Demonstrar que é adulto – Acha que já pode tomar decisões.
 6. Melhorar as condições econômicas
 7. Vingança – Deseja vingar-se do ex-noivo ou ex-namorado
 8. Decepção – Para esquecer o ex-namorado
 9. Gravidez – Teve relacionamento sexual precoce
 10. Chamado – Se não casar logo, corre o risco de não ser chamado para trabalhar no campo.

Outras razões: 1. Quero alguém que me ame
 2. Quero alguém em quem eu possa confiar
 3. Quero alguém que saiba me compreender
 4. Quero alguém que respeite meus ideais e sonhos
 5. Quero alguém que me ajude a tomar decisões
 6. Quero alguém que me estimule em minhas ambições
 7. Quero alguém que me transmita auto-confiança
 8. Quero alguém que me apoie em minhas decisões
 9. Quero alguém que me apoie e conforte nas dificuldades
 10. Quero alguém que me aceite como eu sou
 11. Quero alguém que admire minhas habilidades
 12. Quero alguém que me faça sentir importante
 13. Quero alguém que alivie minha solidão

Na verdade, o casamento deve preencher essas necessidades, mas não deve ser a razão principal.

A escolha prudente
 1. Convicções Cristãs – O indivíduo coloca a questão nas mãos de Deus. Há algumas perguntas que deveriam vir à mente nessa ocasião:
 a) É ela cristã?
 b) Demonstra sua vida, frutos do Espírito?
 c) Podemos decidir, com franqueza, o aspecto espiritual de nosso relacionamento?
 d) Oramos juntos e se não, por quê?
 e) Concordamos nas questões como dízimo, ofertas, estudos bíblicos, freqüência à igreja, etc …?
 2. Mantém contato amistoso com pessoas dentro do círculo, compatível com ele e com ela?
 3. Procura as pessoas com antecedentes sócio-culturais smelhantes?
 4. Ressonância física/emocional
 5. Procura conhecer os traços de nubilidade ( aptidões para o casamento)?
 a) Adaptabilidade e/ou flexibilidade
 b) Empatia – capacidade do indivíduo para sentir-se bem com o outro
 c) Habilidade de resolver problemas – não somente resolver com um beijo, mas, através da comunicação. Coloque a questão sobre você mesmo.
 d) A habilidade de dar e receber – Saber como e onde receber. O homem tem a tendência de só querer receber. Ex.: O esposo passa o dia trabalhando e quando chega em casa, quer que a esposa lhe dê carinho.
 e) Estabilidade emocional – Saber como controlar e expressar as emoções sem transferi-las para a pessoa amada.
 f) Habilidade para se comunicar – saber como expressar-se verbalmente.
 g) Compromisso – habilidade de aceitar as experiências da vida com maturidade; as aventuras, os riscos, alegrias, tristezas, dificuldades, desafios, etc…

Fonte

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Nicotina abre a porta para uso de cocaína, diz estudo

Substância presente no tabaco altera DNA em roedor e eleva risco de vício.
Dados em camundongos foram similares aos observados em humanos.
Do G1, em São Paulo

Pesquisadores da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, fizeram um estudo em camundongos para mostrar como a nicotina pode ser uma porta de entrada para o uso de outras drogas como a cocaína. O trabalho foi divulgado na publicação científica "Science Translational Medicine".
Durante o estudo, os roedores beberam água misturada com nicotina por, pelo menos, sete dias. Depois eles receberam, ao mesmo tempo, doses de nicotina e cocaína. Como resultado, os animais apresentaram uma resposta maior à droga ilícita.
Essa afinidade pela droga é causada por uma mudança que a nicotina promove no DNA dos camundongos, especialmente em um gene ligado à dependência química chamado FosB.
Este é o primeiro estudo a revelar como a nicotina pode tornar o cérebro mais vulnerável aos efeitos benéficos da cocaína, que levam ao vício após uso prolongado. Esse modelo de pesquisa gerou controvérsia durante os últimos anos, já que até agora nenhuma pesquisa científica tinha conseguido mostrar um mecanismo biológico pelo qual a nicotina poderia aumentar a vulnerabilidade a drogas ilícitas.

ROEDORES X HUMANOS
Para descobrir se os dados colhidos na pesquisa encontravam respaldo em estudos com humanos, os cientistas norte-americanos resolveram consultar os dados de uma pesquisa nacional realizada em 2003 sobre consequências do uso de álcool. Os participantes tinham entre 15 e 34 anos e foram acompanhados durante alguns anos para que revelassem os seus padrões de comportamento. Esse levantamento também continha dados sobre nicotina.
Os pesquisadores descobriram que a chance de dependência da cocaína também era maior entre as pessoas que começaram a fumar antes do que entre os usuários que fizeram o caminho inverso: experimentaram primeiro a droga ilícita e depois o tabaco.
As descobertas em camundongos sugerem que se a nicotina tem efeitos similares em humanos, a prevenção ao fumo serviria não só para evitar os efeitos nocivos do tabaco à saúde como também diminuiria a chance de vício em drogas ilícitas como a cocaína.
Os pesquisadores querem agora repetir o estudo para saber se o álcool e a maconha também podem servir como porta de entrada para outras drogas. O objetivo é saber se existe um único mecanismo pelo qual o corpo se torna mais suscetível à dependência química.
FONTE: G1

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

A Vaquinha

Um mestre da sabedoria passeava por uma floresta com seu fiel discípulo, quando avistou ao longe um sítio de aparência pobre e resolveu fazer uma breve visita… Durante o percurso ele falou ao aprendiz sobre a importância das visitas e as oportunidades de aprendizado que temos, também com as pessoas que mal conhecemos.

Chegando ao sitio, constatou a pobreza do lugar: sem calçamento, casa de madeira, os moradores, um casal e três filhos, vestidos com roupas rasgadas e sujas… Então se aproximou do senhor, aparentemente o pai daquela família, e perguntou: “Neste lugar não há sinais de pontos de comércio e de trabalho. Como o senhor e a sua família sobrevivem aqui?” E o senhor calmamente respondeu: “Meu amigo, nós temos uma vaquinha que nos dá vários litros de leite todos os dias. Uma parte desse produto nós vendemos ou trocamos na cidade vizinha por outros gêneros alimentícios e a outra parte nós produzimos queijo e coalhada para o nosso consumo e assim vamos sobrevivendo.”

O sábio agradeceu pela informação, contemplou o lugar por uns momentos, depois se despediu e foi embora. No meio do caminho, voltou ao seu fiel discípulo e ordenou: “Aprendiz, pegue a vaquinha, leve-a ao precipício ali à frente e empurre-a, jogue-a lá embaixo.” O jovem arregalou os olhos espantado e questionou o mestre sobre o fato de a vaquinha ser o único meio de sobrevivência daquela família, mas, como percebeu o silêncio absoluto do seu mestre, foi cumprir a ordem. Assim, empurrou a vaquinha morro abaixo e a viu morrer.

Aquela cena ficou marcada na memória daquele jovem durante alguns anos, até que, um belo dia, ele resolveu largar tudo o que havia aprendido e voltar àquele mesmo lugar e contar tudo àquela família, pedir perdão e ajudá-los. E assim o fez. Quando se aproximava do local, avistou um sítio muito bonito, com árvores floridas, todo murado, com carro na garagem e algumas crianças brincando no jardim. Ficou triste e desesperado, imaginando que aquela humilde família tivera que vender o sítio para sobreviver. Apertou o passo e, chegando lá, foi logo recebido por um caseiro muito simpático e perguntou sobre a família que ali morava há uns quatro anos. O caseiro respondeu: “Continuam morando aqui.” Espantado, o discípulo entrou correndo na casa e viu que era mesmo a família que visitara antes com o mestre. Elogiou o local e perguntou ao senhor (o dono da vaquinha): “Como o senhor melhorou este sítio e está tão bem de vida?” E o senhor, entusiasmado, respondeu: “Nós tínhamos uma vaquinha que caiu no precipício e morreu. Daí em diante, tivemos que fazer outras coisas e desenvolver habilidades que nem sabíamos que podíamos, assim alcançamos o sucesso que seus olhos vislumbram agora!”

Moral da história: Todos nós temos uma vaquinha que nos dá alguma coisa básica para sobrevivência e uma convivência com a rotina. Descubra qual é a sua e empurre morro abaixo. Deus pode mudar completamente o panorama de rotina e dependência que se instala em cada um de nós. Em vez de esperarmos que alguém “empurre nossa vaquinha morro abaixo” devemos buscar nosso próprio bem. Basta termos coragem de entrar “nesse desconhecido” e alcançar o melhor.

“Quando alguém está unido com Cristo é uma nova pessoa,
 as coisa velhas se passam e tudo se faz novo.”
 Bíblia, segundo livro de Coríntios, capítulo 5 verso 17
 Texto Bíblico Utilizado:2 Coríntios 5:17

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Pé grande, coração maior

Desconhecido



Era um dia muito quente. Todos procuravam algum tipo de refrigério, logo, uma sorveteria parecia ser uma boa opção. Uma menininha entrou na loja segurando firme seu dinheiro. Antes que ela dissesse uma palavra, o dono, bravo, disse que ela saísse e lesse a placa na porta, e que ficasse lá fora até calçar um sapato. Ela saiu vagarosamente. Um homem grande a seguiu para fora da loja.
Ele a viu ficar na frente da porta e ler a placa: Não entrar descalço. As lágrimas começaram a rolar pelas suas bochechas. Então, o homem a chamou.
Eles sentaram na calçada, ele tirou seus sapatos tamanho 45, e os colocou em frente da menininha dizendo, “Aqui, você não vai conseguir andar com eles, mas se você os arrastar até lá dentro poderá pegar o seu sorvete.” Ele levantou a menininha e a calçou. “Não precisa se apressar,” ele disse, “eu fico cansado de ficar arrastando os pés dentro dos sapatos, e será bom ficar sentado aqui comendo meu sorvete.” Era impossível não perceber o brilho nos olhos da menininha à medida que ela arrastava os pés até o balcão para fazer seu pedido.
O homem era grande. Barriga grande, sapatos grandes, mas acima de tudo, tinha um grande coração.
Legalismo mata e faz a vida difícil. Sensibilidade às necessidades do próximo abençoa.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Comparada com divas pop, Barbie tatuada causa polêmica nos EUA

Colaboração Ana Luiza Janisch

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011 20:21

NOVA YORK (Reuters) - De cabelo rosa e tatuada no ombro e pescoço, a nova Barbie, lançada pela empresa Mattel numa edição limitada para colecionadores, está mais para a perturbada heroína da trilogia Millenium, de Stieg Larsson, do que para as Barbies mais tradicionais, que existem desde 1959.
Uma das mães considerou a boneca inofensiva. "Eles estão capturando um flagrante da cultura pop do jeito que ela realmente é. A Barbie não está criando a minha filha. Eu é quem estou" Reprodução/TokiDoki.com
 Desde que foi lançada pela Internet, neste mês, ao preço de 50 dólares, a boneca criada pela grife tokidoki, de Los Angeles, teve seu estoque esgotado, mas não parou de gerar polêmica.
 Embora seu foco seja o colecionador adulto, alguns pais questionam se um brinquedo deveria estimular modificações corporais. "Ela está ensinando as crianças a quererem tatuagens antes de terem idade para se vestirem desse jeito", disse Kevin Buckner, da Virgínia, a uma TV local.
 A Mattel não se pronunciou sobre a polêmica, mas nem toda a repercussão foi negativa. Para alguns adultos, a boneca reflete a moda e a cultura pop atuais.
 "Você já viu Lady Gaga, Nicki Minaj, Katy Perry, Rihanna?", argumentou, numa entrevista por email, Candace Caswell, uma mãe novaiorquina de 30 anos, acrescentando que as estrelas pop também têm tatuagens e usam perucas e roupas malucas.
 "Eles estão capturando um flagrante da cultura pop do jeito que ela realmente é. A Barbie não está criando a minha filha. Eu é quem estou", acrescentou ela.
 Para Heather Gately Stoll, do Colorado, o problema não são as tatuagens. "O que é inadequado para as crianças são as medidas dela", afirmou, referindo-se às curvas da boneca. "Se ela pode mudar de personalidade, por que não pode mudar de forma e tamanho?". E Sue Denis, de Nova York, embora diga não ter a intenção de gastar 50 dólares na boneca, não se sentiu ofendida.
 "Tenho um filho de 16 meses, e uma Barbie da tokidoki é a imagem feminina diversificada que eu gostaria de apresentar a ele, em relação às mais tradicionais", afirmou.
 A Barbie da tokidoki não é a primeira a ter tatuagens. Em 2009, algumas lojas recolheram a linha Totally Stylin' Tattoos por causa de queixas recebidas, e um ano antes a Mattel havia feito uma parceria com a fabricante de motos Harley Davidson para produzir uma Barbie com asas tatuadas nas costas. A produção da Barbie Butterfly Art foi suspensa em 1999, após queixas dos pais.
 Gayatri Bhalla, 41 anos, de Washington, que escreve um blog sobre experiências para meninas pré-adolescentes, acha que tudo não passa de marketing.
 "Por um lado, a empresa gosta de ter a Barbie como o brinquedo-ícone dos EUA para as meninas, e usá-la para promover coisas às quais a maioria dos pais não se opõe, como o 'Dia de Levar Sua Filha ao Trabalho'", disse ela.
 "Mas eles também criam a Barbie em imagens que a maioria dos pais optaria por não apresentar como modelo para suas filhas pequenas, e uma boneca tatuada no corpo todo recai nesse campo."
 (Reportagem de Chris Francescani)

Os Dez Mandamentos da Qualidade

1. Ao acordar, não permita que algo que saiu errado ontem seja o primeiro tema do dia. No máximo, comente seus planos no sentido de tornar seu trabalho cada vez mais produtivo.
Pensar positivo é qualidade.

2. Ao entrar no prédio de sua empresa, cumprimente cada um que lhe dirigir olhar, mesmo não sendo colega de sua área.
Ser educado é qualidade
3. Seja metódico ao abrir seu armário, ligar seu terminal, disponibilizar os recursos ao redor. Comece relembrando as notícias de ontem.
Ser organizado é qualidade.
4. Não se deixe envolver pela primeira informação de erro recebida de quem talvez não saiba de todos os detalhes. Junte mais dados que lhe permitam obter um parecer correto sobre o assunto.
Ser prevenido é qualidade.
5. Quando for abordado por alguém, tente adiar sua própria tarefa, pois quem veio lhe procurar deve estar precisando bastante de sua ajuda e confia em você. Ele ficará feliz pelo auxílio que você possa lhe dar.
Ser atenciodo é qualidade.
6. Não deixe de alimentar-se na hora do almoço. Pode ser até um pequeno lanche, mas respeite suas necessidades humanas. Aquela tarefa urgente pode aguardar mais 30 minutos. Se você adoecer, dezenas de tarefas terão que aguardar a sua volta, menos aquelas que acabarão por sobrecarregar seu colega.
Respeitar a saúde é qualidade.
7. Dentro do possível, tente se agendar (tarefas comerciais e sociais) para os próximos 10 dias. Não fique trocando datas a todo momento, principalmente a minutos do evento. Lembre-se de que você afetará o horário de vários colegas.
Cumprir o combinado é qualidade.
8. Ao comparecer a estes eventos, leve tudo o que for preciso para a ocasião, principalmente suas idéias. E divulgue-as sem receio. O máximo que poderá ocorrer é alguém poderoso ou o grupo não aceita-la. Talvez mais tarde, em dois ou três meses, você tenha nova chance de mostrar que estava com a razão. Saiba esperar.
Ter paciência é qualidade.
9. Não prometa o que está além do seu alcance só para impressionar quem lhe ouve. Se você ficar devendo um dia, vai arranhar o conceito que levou anos para construir.
Falar a verdade é qualidade.
10. Na saída do trabalho, esqueça-o. Pense como vai ser bom chegar em casa e rever a família ou os amigos que lhe dão segurança para desenvolver suas tarefas com equilíbrio.
Amar a família e os amigos é a maior qualidade.
 

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Estudo vincula a violência juvenil ao abuso no consumo de refrigerantes

Por Por Richard Ingham | AFP 25/10/11

Cientistas anunciaram esta terça-feira, nos Estados Unidos, a descoberta de uma associação surpreendente, mesmo em termos estatísticos, entre a violência juvenil e a quantidade de refrigerante que os adolescentes tomam.
Alunos do ensino médio da região metropolitana de Boston que consumiram mais de cinco latas de refrigerante normal por semana demonstraram uma propensão a desenvolver um comportamento agressivo entre 9% e 15% maior em comparação com colegas que ingeriram menor quantidade.
"O que descobrimos foi a existência de uma forte relação entre quantos refrigerantes estes jovens consumiam e seu comportamento violento, não só com relação aos colegas, mas também em relacionamentos afetivos, com irmãos", afirmou David Hemenway, professor da Escola de Saúde Pública de Harvard.

"Foi chocante para nós perceber como esta relação era clara", disse em entrevista à AFP.
Mas ele ressaltou que apenas trabalhos futuros poderão confirmar ou descartar se um consumo maior de refrigerante não dietético causaria um comportamento violento.
O novo estudo se baseou nas respostas a questionários preenchidos por 1.878 estudantes de escolas públicas com idades entre 14 e 18 anos, na região metropolitana de Boston, onde Hemenway afirmou que as taxas de criminalidade eram muito maiores do que nos subúrbios com níveis de renda maiores.

A esmagadora maioria dos respondentes era hispânica, afro-americana ou miscigenada. Havia poucos asiáticos ou brancos.

Entre as perguntas estava a quantidade de latas de 355 mililitros de refrigerante não dietético que os adolescentes beberam nos sete dias anteriores.

Eles também foram questionados se ingeriram álcool ou fumaram, transportavam alguma arma ou foram violentos com colegas, familiares e parceiros afetivos.

Segundo Hemenway, as respostas evidenciaram uma relação causa-efeito, na qual quanto maior o consumo de refrigerante, maior a tendência de se apresentar um comportamento violento.

Entre aqueles que ingeriram uma ou duas latas de refrigerante por semana, 23% transportavam arma de fogo ou faca; 15% praticaram atos violentos contra o parceiro; e 35% agiram de forma violenta com os colegas.

Na outra ponta da tabela, entre aqueles que ingeriram 14 latas por semana, 43% transportavam arma de fogo ou faca; 27% agiram com violência com relação ao parceiro; e mais de 58% praticaram atos violentos com os colegas.

De modo geral, os adolescentes que mais consumiram refrigerantes foram de 9% a 15% mais propensos a demonstrar um comportamento agressivo em comparação com aqueles que consumiam menos.

Esta é uma magnitude similar ao vínculo encontrado em uma pesquisa anterior com o álcool e o tabaco.

Hemenway afirmou que o estudo incluiu duas questões relativas aos registros familiares das crianças, inclusive se o adolescente fez refeições em família nos dias anteriores.

Como só tinha a intenção de ser uma pesquisa preliminar, o questionário não consultou o tipo de refrigerante que os adolescentes beberam, afirmou.

"Este é um dos primeiros estudos a examinar" a questão, disse Hemenway.
"Nós não sabemos porque (existe esta forte associação). Pode haver algum efeito causal, mas também é certamente plausível que seja apenas um marcador para outros problemas - o de que crianças que são violentas independente do motivo tendem a fumar mais, a ingerir mais álcool e talvez a beber mais refrigerantes. Simplesmente, não sabenis", disse.

"Queremos examinar isso com mais cuidado nos estudos subsequentes", acrescentou.
Outros estudos estabeleceram um vínculo entre o consumo elevado de açúcar e falta de socialização ou comportamento irritável e antissocial.

Algumas pesquisas chegaram a apontar a falta de micronutrientes como fonte de agressão, mas este trabalho ainda está em estágio inicial.

O estudo foi publicado na revista britânica Injury Prevention.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

O colar de turquezas azuis

Desconhecido



O homem por detrás do balcão, olhava a rua de forma distraída, enquanto uma garotinha se aproximava da loja. Ela amassou o narizinho contra o vidro da vitrina. Os seus olhos da cor do céu, brilharam quando viu determinado objeto. Ela entrou na loja e pediu para ver o colar de turquesas azuis:

“É para minha irmã. Você pode fazer um pacote bem bonito?”

O dono da loja olhou desconfiado para a garotinha e lhe perguntou: “Quanto dinheiro você tem?”

Sem hesitar, ela tirou do bolso da saia um lenço todo amarradinho e foi desfazendo os nós. Colocou-o sobre o balcão e, feliz, disse: “Isto dá, não dá?” Eram apenas algumas moedas que ela exibia orgulhosa.

“Sabe”, continuou, “eu quero dar este presente para minha irmã mais velha. Desde que morreu nossa mãe, ela cuida da gente e não tem tempo para ela. Hoje é aniversário dela e tenho certeza que ela ficará feliz com o colar que é da cor dos olhos dela.”

O homem foi para o interior da loja. Colocou o colar em um estojo, embrulhou com um vistoso papel vermelho e fez um laço caprichado com uma fita verde.

“Tome!” disse para a garota. “Leve com cuidado.”

Ela saiu feliz saltitando pela rua abaixo. Ainda não acabara o dia, quando uma linda jovem de cabelos loiros e maravilhosos olhos azuis adentrou a loja. Colocou sobre o balcão o já conhecido embrulho desfeito e indagou:

“Este colar foi comprado aqui?”

“Sim senhora.”

“E quanto custou?”

“Ah!” falou o dono da loja “o preço de qualquer produto da minha loja é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o freguês.”

“Mas minha irmã somente tinha algumas moedas. E esse colar é verdadeiro, não é? Ela não teria dinheiro para pagar por ele.”

O homem tomou o estojo, refez o embrulho com extremo carinho, colocou a fita e o devolveu à jovem: “Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar. Ela deu tudo que tinha!”

O silêncio encheu a pequena loja, e lágrimas rolaram pela face da jovem, enquanto suas mãos tomavam o embrulho. Ela retornava ao lar emocionada…

A verdadeira doação é dar-se por inteiro sem restrições.

“O maior amor que alguém pode ter pelos seus amigos é dar a vida por eles.”
 João, capítulo 15 verso 13

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...